Então, Jesus disse aos doze: “Vós também quereis ir embora?”. Simão Pedro respondeu: “A quem iremos, Senhor? Tu tens palavras de vida eterna. Nós cremos firmemente e reconhecemos que tu

Então, Jesus disse aos doze: “Vós também quereis ir embora?”. Simão Pedro respondeu: “A quem iremos, Senhor? Tu tens palavras de vida eterna. Nós cremos firmemente e reconhecemos que tu és o Santo de Deus” (Jo 6,67-68).

“Senhor, a quem iremos nós?” Essa foi a resposta de Pedro a Jesus, quando muitos discípulos se afastaram d’Ele. O Senhor perguntou a Seus apóstolos: “E vos também não quereis ir?”.

Pedro, mais afoito que os demais, como que responde: Nós O encontramos, fizemos a experiência do Seu amor e misericórdia sobre os pobres oprimidos, conhecemos Seu poder sobre os ventos e as tempestades, Sua vitória sobre o pecado e o demônio, Sua submissão à vontade do Pai. Temos a certeza de que Tu és o Cristo de Deus que deveria vir ao mundo.

Quem se encontrou com Cristo sabe quem é Ele, mesmo quando é tentado a distanciar-se d’Ele pelos sofrimentos ou por influência de outros, que O abandonam por causa das exigências do Reino de Deus frente às facilidades deste mundo. A fidelidade ao Senhor é a fidelidade a alguém concreto, que tem um nome: Jesus.

O Papa Francisco nos convida a estarmos sempre nos perguntando: “Quem é Jesus para mim? É um nome, uma ideia, é apenas uma figura histórica? Ou é realmente aquela Pessoa que me ama, que deu Sua vida por mim e caminha comigo?”. Para você, quem é Jesus? Você está com Ele? Procura conhecê-Lo na Sua Palavra? Lê uma passagem do Evangelho, todos os dias,  para conhecê-Lo? Carrega um pequeno Evangelho com você para lê-lo em qualquer lugar? Quanto mais estamos com o Senhor, mais cresce nosso desejo de permanecermos com Ele”.

Fiquemos com essas questões e permitamos que as respostas surjam no nosso coração à medida que os desafios da fé em Jesus nos sejam impostos.

Senhor, eu creio, mas aumenta a minha fé!